14/01/2019

Editorial. Pra fugir do povo prefeito age igual macaco pulando de galho em galho


No início sempre presente, hoje o prefeito foge do povo igual o Diabo da cruz
O prefeito Alencar Marim (PT), de Barra de São Francisco/ES, não é mais aquele que durante a campanha e ao assumir a prefeitura prometeu estar sempre à disposição do povo para promover a sonhada mudança que os francisquenses tanto almejavam.

Nos primeiros meses ele até ficava na Prefeitura com certa frequência, mas aos poucos foi se afastando. Inicialmente colocou um leão de chácara para impedir o acesso do povo a ele e em seguida começou a procurar locais escondidos para despachar sem ser incomodado.

No início da administração o prefeito tinha endereço certo e podia ser encontrado com facilidade pelo povo em seu gabinete. Mas isso durou pouco. Cansado do povo, o prefeito petista logo deu jeito de se afastar e passou a despachar do antigo Colégio Santa Terezinha.

O referido prédio abriga várias secretarias municipais e pertence ao cidadão Claudemar Fiorotti, que foi seu adversário político e aliado do ex-prefeito Luciano Pereira, ao qual o atual prefeito tanto critica afirmando ter deixado a prefeitura ingovernável, mas sem apresentar as provas.

Por um longo período o prefeito conseguiu se manter longe do assédio do povo, mas como quem tem boca vai a Roma, seu esconderijo foi descoberto e ele passou a despachar de uma sala no Parque Sombra da Tarde, num prédio retirado da cidade, na saída para Ecoporanga.

De novo descoberto, Alencar Marim atualmente se esconde do povo numa sala do CRAS (Centro de Referência em Assistência Social), órgão que funciona no Condomínio Nova Barra, próximo à Delegacia de Polícia da cidade. É provável que a partir dessa notícia ele novamente mudará de endereço.

Entretanto, o Cacete News obteve informações que nesse caso o prefeito escolheu o CRAS para observar de perto o trabalho dos servidores, já que há várias denúncias de péssimo atendimento no órgão por parte de alguns empregados, principalmente por parte da coordenadora.

Segundo denúncias, a referida coordenadora faz turismo no local de trabalho, “não desempenha sua função da forma correta, vive no celular no horário de trabalho, trata as pessoas que procuram o órgão com grosseria e se ausenta do serviço na hora que bem entende”.

Ainda conforme as denúncias, a coordenadora age com arrogância e prepotência, além de algumas vezes ser vista em sua loja em pleno horário de trabalho. O denunciante questiona o fato de o prefeito não colocar um ponto eletrônico no local para evitar tais desmandos.

“Infelizmente a atual administração não está preocupada em punir quem age errado. A preocupação do prefeito e alguns secretários é descobrir quem vaza informações para perseguir e humilhar. Sinceramente, o Alencar me decepcionou. Acreditava muito nele”, enfatiza o denunciante.

As denúncias chegam a este site por e-mail, Whatsapp, telefone ou pessoalmente e são publicadas após checagem de sua veracidade. A direção tem o compromisso de manter sigilo quando o denunciante não quer ser identificado por medo de retaliações por parte da administração.

Em decorrência dessa atitude de deixar de punir os culpados para punir quem denuncia, a administração francisquense está indo de mal a pior, afundando cada vez mais no caos, onde ninguém se entende e o prefeito igual macaco, vive pulando de galho em galho para fugir da população.






Nenhum comentário:

Postar um comentário