16/01/2019

Mães de alunos cobram reformas urgentes em escola infantil caindo aos pedaços


Texto: Elan Drumond

A situação da escola é deplorável
A situação precária da Emeif (Escola Municipal de Ensino Infantil e Fundamental) situada em Santa Luzia do Azul, em Água Doce do Norte/ES, está tirando o sono dos pais de alunos que ali estudam. A falta de manutenção na referida escola coloca em risco aqueles que nela estudam.

Várias cobranças já foram feitas ao prefeito Paulo Márcio pelos pais de alunos, mas apesar das promessas de que a reforma seria realizada, até hoje nada foi feito e nem há previsão por parte da administração. A comunidade de Santa Luzia do Azul exige que o prefeito cumpra a promessa feita.

Uma das pessoas indignadas com a situação é Mytsa Meirelles, que usou as redes sociais para pedir providências ao prefeito. “Não sou de criticar e nem gosto, mas estou indignada com a situação atual da escola onde meus filhos estudam”, reclama ela no seu perfil do Facebook.

A situação vergonhosa da Emeif de Santa Luzia
De acordo com ela, uma reforma para a escola foi prometida pela administração, mas até hoje a tão sonhada reforma não aconteceu. “A situação da escola é deplorável”, afirma ela, acrescentando que esperava que nas férias a reforma acontecesse, mas nada foi feito.

Depois de dizer que está insatisfeita com a atual administração, Mytsa envia um recado ao prefeito dizendo que a Emeif de Santa Luzia do Azul está em estado deplorável e desabafa: “Nossos filhos merecem estudar em um ambiente agradável e confortável. Gostaria que algo seja feito rápido”.

Silvana Rabelo, outra mãe de alunos indignada, concordou com a reclamação de Mytsa Meirelles e  reforçou enfatizando que “é uma falta de respeito com nossas crianças. A educação tinha que ser prioridade. Essa escola está caindo aos poucos e colocando em risco a vida das crianças”.

Administrador que não cuida do patrimônio público deveria ser preso
Ela acrescenta que os políticos do país só pensam em benefício próprio e cobrou trabalho por parte do prefeito, salientando que não se trata de favor, mas de sua obrigação. A equipe do Cacete News tentou manter contato com alguém do setor de comunicação, mas não obteve sucesso.




Nenhum comentário:

Postar um comentário